X

Desinsetização

Baratas

As baratas são insetos sinantrópicos, ou seja, que convivem com o homem  devido principalmente à disponibilidade de água, alimento, acesso e abrigo. As baratas são onívoras e de um modo geral, são insetos de hábitos noturnos que passam  a maior parte de suas vidas escondidas em rachaduras, frestas e fendas de paredes, embaixo de móveis, bancadas, dentro de equipamentos eletrônicos, embalagens, máquinas, caixas de esgoto, galerias de águas pluviais, tubulações elétricas, porões, sótãos, etc.

Esses insetos apresentam quatro estágios de desenvolvimento: ovo, ninfa e adulto.

As principais espécies de baratas consideradas pragas urbanas são: a barata de esgoto (Periplaneta americana), a barata germânica (Blatella germanica), a barata oriental (Blatta orientalis) e a barata da faixa marrom (Supella longipalpa).

Riscos e prejuízos:

As baratas são potencialmente transmissoras de doenças, sendo essas veiculadas em suas pernas e corpo, adquiridos quando percorrem esgotos, lixeiras e outros lugares contaminados. Dessa forma, levam bactérias, fungos, protozoários e podem contaminar alimentos.

O serviço é realizado com a aplicação de veneno líquido através de pulverização, causando efeito desalojam-te, efeito de choque e grande valor residual, e iscas em gel, veneno atrativo de grande valor residual.

Medidas preventivas:

– Manter o estabelecimento e ao seu redor sempre limpo e organizado.
– Manter sempre vedado todas as entradas.
– Manter fechadas todas as fendas, rachaduras e abrigos possíveis para baratas.
– Nunca deixar resíduos de alimentos.
– Nunca manter lixos em locais não apropriados.
– Nunca manter acumulo de lixo.
– Somente fazer refeições em locais apropriados.
– Revisar as mercadorias e embalagens (principalmente as caixas de papelão e madeira) que chegam de fora do estabelecimento

Formigas

Formigas são insetos sociais que se adaptam com facilidade aos ambientes urbanos, instalando-se em residências, ambientes hospitalares e em qualquer outro lugar que proporcione abrigo e comida.  São insetos sociais que vivem em colônia, onde cada  indivíduo cumpre deveres definidos conforme funções e/ou evolução. Alimentam-se de líquidos, insetos mortos, ratos, outros vertebrados e substâncias que contenham açúcar e / ou proteína.

As formigas domésticas que invadiram os centros urbanos e tornaram-se pragas são:

– FORMIGA-ARGENTINA (Linepithema humile)


Colônias:
com muitas rainhas

Habitat: próximo a fontes de alimento e água, como pias, vasos de plantas, encanamentos, etc.

Alimentação: substâncias açucaradas, carnes, insetos mortos, suco de frutas etc.

 

– FORMIGA-CARPINTEIRA (Camponotus spp)

Colônias: pequenas.

Habitat: geralmente madeira morta, também em vigas de madeira, molduras de portas, troncos de árvores, invadem aparelhos eletrônicos

Alimentação: substâncias açucaradas, gorduras, proteínas, outros insetos, carnes.

– FORMIGA-FARAÓ (Monomorium pharaonis)

Colônias: grandes, com muitas rainhas.

Habitat: aninham-se atrás de azulejos, livros, armários, conduites, dentro de aparelhos eletroeletrônicos.

Alimentação: comem açúcar, gordura, proteína e especialmente bolos e biscoitos.

– FORMIGA-FANTASMA (Tapinoma melanocephalum)

Colônias: médias a grandes, com muitas rainhas.

Habitat: Área interna: batentes de portas, guarnições de janela, atrás de azulejos. Comuns em hospitais.

Alimentação: açúcar, bolos, proteínas.

– FORMIGA-LOUCA (Paratrechina longicornis)

Colônias: pequenas, com muitas rainhas

Habitat: ninhos em fendas, frestas, sob objetos no solo

Muito comuns em hospitais.

Alimentação: carnes, doces, proteínas de qualquer origem.

Riscos e prejuízos:

As formigas cortadeiras provocam estragos em plantações, destroem gramados, jardins, campo de futebol e praças.

Algumas espécies de formigas urbanas podem causar grandes prejuízos, contaminando ambientes, embalagens e produtos, danificando estruturas de madeira, aparelhos eletroeletrônicos, materiais de laboratório.

Ainda podem causar alergias provocadas pela sua picada. E ainda podem determinar a disseminação de microrganismos através da veiculação mecânica. Sendo assim, existe preocupação sobre as reais possibilidades de agravos à saúde pública que possam ser causados pela veiculação de agentes patogênicos como vírus, bactérias, fungos que podem desencadear  infecções hospitalares. Isso ocorre devido a esses insetos circularem livremente pelas diferentes instalações, entrando em contato com material infectado (ferimentos, ataduras usadas, lixo, etc) e, posteriormente, com pacientes, alimentos, medicamentos, aparelhos, utensílios, enfermarias e salas de UTI´s através de formigas urbanas.

No BRASIL 33% DE INFECÇÃO HOSPITALAR SÃO CAUSADAS POR FORMIGAS

 

Medidas preventivas:

Solicite um Orçamento » Voltar para os Serviços

Documentações:

  • Licença CRQ-BA - Conselho Regional de Química
  • Licença Vigilância Sanitária - Ministério da Saúde
  • Licença ADAB – Secretaria da Agricultura
  • Licença INEMA - Meio Ambiente
  • NR 31 - Norma regulamentadora para trabalho com produtos agrotóxicos
  • NR 33 - Norma regulamentadora para trabalho em ambiente confinado
  • NR 35 - Norma regulamentadora para trabalho em altura